Ciclo

Mais do mesmo
A reputação
De infinito na
Sala de estar
Lágrimas por
Uma vida de
Cómoda velha
Inerte poeira
Modas e vasos
Com flores verdes
Que não existem
Mas que usam sem
Pensar mais nisso
Felicidade
Pura e dura
Como uma dor
Nos rins ou costas.
Uma crónica trágica
De uma sociedade
Palpitante e fria
Um anseio súbito
Por alegria alheia
Que se esvai em
Minutos ocos
De ódio e inveja
Uiva-se à lua hoje
Mas depois…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s